Vacinou para febre amarela? Agora são 10 dias sem amamentar!

Conforme novas orientações do Ministério da Saúde:

a) Gestantes (em qualquer período gestacional) e mulheres amamentando só deverão ser vacinadas se residirem em local próximo onde ocorreu a confirmação de circulação do vírus (epizootias, casos humanos e vetores na área afetada).

b) Com relação às mulheres amamentando bebês até seis meses de vida: ao serem vacinadas, deve-se suspender o aleitamento materno por 10 dias após a vacinação. Atentar que foi alterado o período de suspensão da amamentação, de 30 para 10 dias. Deve-se orientar a lactante a procurar um serviço de saúde para orientação e acompanhamento a fim de manter a produção do leite materno e garantir o retorno à lactação.

Essa orientação consta da Nota Informativa N° 94, de 2017/CGPNI/DEVIT/SVS/MST, que pode ser consultada em: http://lproweb.procempa.com.br/pmpa/prefpoa/cgvs/usu_doc/nota_informativa_94_1dosefebreamarela.pdf e também da Nota Técnica: Atualização das condutas em febre amarela da Sociedade de Pediatria de São Paulo, que pode ser consultada em: http://www.spsp.org.br/2017/04/17/nota-tecnica-atualizacoes-sobre-febre-amarela/.

Atenciosamente
Dr. Claudio Barsanti
Presidente da Sociedade de Pediatria de São Paulo.

Dr. Marco Aurélio P. Sáfadi
Presidente do Depto. Científico de Imunizações da SPSP

Dr. Moises Chencinski

Presidente do Depto. Científico de Aleitamento Materna da SPSP 

___
Publicado em 25/04/2017.
photo credit: Agência Brasilia | Flickr.com

Este blog não tem o objetivo de substituir a consulta pediátrica. Somente o médico tem condições de avaliar caso a caso e somente o médico pode orientar o tratamento e a prescrição de medicamentos.

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.

Author: SPSP

Share This Post On