Setembro Laranja: combate à obesidade infantil

É possível, para alguns de nós, lembrarmos de crianças e jovens dividindo espaço nas ruas, praticando esportes ou participando de brincadeiras como pega-pega, queimada, pique-esconde, batata quente, entre muitas outras. No entanto, o perfil das gerações mais jovens está bastante diferente. Com a difusão da tecnologia, cada vez mais cedo crianças têm acesso aos celulares, computadores e tablets com uma série de jogos, aplicativos, tutoriais, filmes e séries a apenas um clique. Aliado a isso, uma rotina estressante com vários compromissos e que acaba negligenciando a alimentação e a prática de atividades físicas.

obesidade infantil

A Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP) promove este mês a campanha Setembro Laranja: combate à obesidade infantil. O coordenador das Campanhas da SPSP, Claudio Barsanti, a coordenadora do Setembro Laranja, Maria Arlete M. S. Escrivão, e especialistas do Departamento Científico de Nutrição da SPSP estão organizando um programa especial para que a comunidade médica e não médica esteja atenta ao tema. O intuito é conscientizar sobre a importância de hábitos alimentares saudáveis em casa e nas escolas, bem como estimular a prática de atividades físicas.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que 41 milhões de crianças menores de cinco anos estejam acima do peso. É um dado alarmante e a SPSP está empenhada para que esse número seja drasticamente reduzido. A conscientização é imprescindível para prevenir a obesidade infantil e outros problemas decorrentes de uma alimentação inadequada.

Orientação para a comunidade

Está prevista a realização do evento Prevenção da Obesidade Infantil – Setembro Laranja, com transmissão ao vivo pela página da SPSP no Facebook. Segundo Maria Arlete, o objetivo é abrir um novo canal de diálogo com a comunidade, levando informações e respondendo as dúvidas sobre a prevenção da obesidade.

A transmissão ao vivo acontece no dia 27 de setembro, das 14h às 15h30, e poderá ser acessada na página da SPSP no Facebook. “Queremos alertar sobre o aumento da prevalência de obesidade infantil, orientar como preveni-la e explicar suas consequências. Além disso, ressaltar a importância do acompanhamento do peso e da estatura de crianças e adolescentes pelo pediatra, com o objetivo de detectar precocemente o aumento excessivo de peso”, acrescenta a pediatra.

Publicado em 2/09/2019