Segurança para crianças e adolescentes ciclistas

medium_3093617228Nos centros urbanos a cada dia percebe-se o incentivo para uso de bicicletas, com construção de ciclovias e centros esportivos específicos para o desenvolvimento desta prática. Andar de bicicleta é divertido, saudável e uma ótima maneira de desenvolver atividade física. Para as crianças e adolescentes a bicicleta pode representar mobilidade e independência.

Por outro lado, esta prática está associada com a ocorrência de acidentes causando lesões e até mortes. De acordo com o CDC (Centeres for Disease Control and Prevention), a cada ano mais de 600 mil pessoas nos EUA são tratadas nos departamentos de emergência, e mais de 800 morrem por este tipo de injúria.

No Brasil, segundo Relatório Anual de Acidentes Fatais de Trânsito, do Município de São Paulo, ocorreram 1365 mortes em 2011, associadas ao trânsito, sendo que destas, 3,6% (49) envolveram ciclistas.

A maioria das lesões relacionadas com o uso de bicicletas em crianças são devido às altas velocidades alcançadas pelos “pilotos”, a falta de experiência em controlar a bicicleta e falta de proteção. As lesões mais comuns estão relacionadas com fraturas. As mais graves atingem a cabeça, podem causar lesões cerebrais, morte e envolvem colisões com veículos a motor. As lesões na cabeça aparentemente menores podem causar dano cerebral permanente.

As crianças pequenas são mais vulneráveis a lesões durante o ciclismo, porque estão em processo de desenvolvimento de suas habilidades motoras, deixando-as vulneráveis ​​a quedas. Esses fatores são agravados pelo centro de gravidade da criança que faz com que o equilíbrio seja difícil, particularmente quando pratica o ciclismo dando voltas.

Crianças menores de 10 anos de idade não têm a capacidade de evitar obstáculos, incluindo outros ciclistas, pedestres, skatistas e outros. Nesta idade, as crianças não são capazes de compreender os riscos do tráfego, são mais impulsivas e distraídas durante as brincadeiras, além de não serem capazes também de processar as várias informações necessárias para andar de bicicleta, ou em outro equipamento com rodas, com segurança.

Crianças de 10 a 14 anos de idade, vivenciam um período de rápido crescimento e desenvolvimento, deste modo podem não ter a consciência suficiente do seu tamanho e da forma do corpo, bem como das consequencias do comportamento de risco. Ao mesmo tempo, elas têm o domínio das habilidades físicas e assim elas se sentem confiantes para andar em alta velocidade, realizando truques e manobras complicadas.

___

Relatora:
Maria de Jesus C.S. Harada
Enfermeira, membro do Departamento Científico de Segurança da Criança e do Adolescente da SPSP.

Referências:
Centeres for Disease Control and Prevention. CDC. Bicycle Helmet Usage and Head Injury Prevention. Acessado: 5/08/2012. Disponível: http://www.cdc.gov/program/performance/fy2000plan/2000xbicycle.htm
Companhia de Engenharia de Tráfego. CET. Acidentes de Trânsito Fatais. Relatório Anual. São Paulo. 2011.
Save Kids. Canada. Safe cycling. Acessado: 5/08/2012. Disponível: http://www.safekidscanada.ca/search/search.aspx
Safe cycling. National Highway Traffic Safety Administration. (NHTSA). Acessado: 5/08/2012. Disponível: www.nhtsa.dot.gov
Criança Segura. Brasil. Guia Criança Segura na Escola. São Paulo. 2011. Acessado. 05/08/2012. Disponível: http://www.gestaoeducacional.com.br/pdf/guia_cs_na_escola.pdf

Publicado no site da SPSP em 18/09/2012.
photo credit: carfreedays via photopin cc

Este blog não tem o objetivo de substituir a consulta pediátrica. Somente o médico tem condições de avaliar caso a caso e somente o médico pode orientar o tratamento e a prescrição de medicamentos.

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.

Author: SPSP

Share This Post On