Retrospectiva Momento Saúde: anemia

Apresentamos – nesta época de férias – uma retrospectiva de todos os artigos publicados em nossa coluna Momento Saúde, criada em 2017 pela equipe do blog Pediatra Orienta para que você possa ter informações rápidas sobre um determinado tema de relevância para a saúde das crianças e adolescentes, com textos curtos e de linguagem simples.

hematologiaVamos falar de
Anemia

 

Anemia: o que é? Qual a causa?

A anemia ocorre quando há diminuição do número de glóbulos vermelhos ou da hemoglobina. A hemoglobina é uma proteína encontrada no interior dos glóbulos vermelhos e é responsável pelo transporte de oxigênio no organismo. Os valores de hemoglobina e glóbulos vermelhos são variáveis de acordo com a idade.

Existem vários tipos de anemia, que pode ser adquirida ou hereditária. A causa mais frequente em crianças e adolescentes é a falta de ferro. Atinge pessoas de todas as idades, sendo os grupos mais vulneráveis as crianças até os 2 anos, adolescentes na fase de crescimento e gestantes.

A falta de ferro ocorre principalmente como consequência de dietas inadequadas, com baixa ingestão de alimentos ricos em ferro; ou ainda na perda de sangue, doenças em que há dificuldade de absorção do ferro e nos períodos de crescimento acelerado.

Sintomas, diagnóstico, tratamento

Quais os sintomas da anemia?
As manifestações clínicas encontradas na anemia são: vontade de comer alimentos e coisas diferentes (arroz cru, tijolo, terra); cansaço fácil; alterações da rotina do sono, como sonolência, agitação e irritabilidade; unhas fracas; queda de cabelos, dificuldade de concentração, baixo rendimento na escola e nas atividades físicas.

Como se faz o diagnóstico?
O diagnóstico é baseado na história clínica, exames físicos e laboratoriais, como hemograma e dosagens de ferro circulante e reservas (ferritina).

Tratamento da anemia
O tratamento da anemia visa corrigir a falta de ferro por meio de medicamentos à base de ferro, além de controlar e tratar a sua causa. O tempo de tratamento pode variar de 3 a 6 meses. Estes medicamentos levam ao escurecimento da cor das fezes; além de poder causar prisão de ventre e escurecimento dos dentes, que desaparece quando se suspende a medicação e se higieniza adequadamente. Não estragam a dentição.

Prevenção: em quais alimentos encontro o ferro?

Além da medicação, é importante a correção dos hábitos alimentares: ingerir carnes, frutas, verduras e legumes com frequência, obedecendo os horários das refeições, não exagerar na quantidade de leite e derivados e evitar guloseimas.

A prevenção da deficiência de ferro tem início na gestação, com um pré-natal adequado e suplementação de ferro e ácido fólico. Uma boa assistência ao parto e ao recém-nascido, incentivo ao aleitamento materno, suplementação preventiva de ferro a partir do desmame, manutenção de dietas adequadas a cada faixa etária. O ferro é encontrado nas carnes de boi, frango, peixes; vísceras (fígado), ovos, feijão, folhas verde escuras. A absorção de ferro é melhor quando associada à ingestão de alimentos ricos em vitamina C, como frutas cítricas.

A anemia por falta de ferro é um problema de saúde pública e deve ser combatida com a educação alimentar, boa assistência no pré-natal e manutenção ou tratamento até a correção das reservas de ferro no organismo.

qimono | Pixabay

 

___
Relator:
Departamento Científico de Hematologia e Hemoterapia da SPSP

Publicado em 24/01/2018.

Este blog não tem o objetivo de substituir a consulta pediátrica. Somente o médico tem condições de avaliar caso a caso e somente o médico pode orientar o tratamento e a prescrição de medicamentos.

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.

Author: SPSP

Share This Post On