Recém-nascido prematuro: atendimento global

Os bebês prematuros e suas família são pessoas especiais que merecem todo o apoio da equipe de profissionais, por acreditarem no trabalho desenvolvido junto ao seus bebês e o apoio dedicado a cada membro desta família. Mesmo com tantos dados históricos semelhantes entre os prematuros e seus pais, cada bebê é um bebê e cada família é uma família, com suas peculiaridades e particularidades.

Ser prematuro não é apenas uma questão de nascer fora do tempo, mas é uma condição que pode vir acompanhada de uma série de complicações, iniciando por um comprometimento no desenvolvimento global, desnutrição, deficiência mental, paralisia cerebral, deficiência auditiva e ou visual, defeitos de esmalte de dentes e deformação de palato.

Além destes aspectos, outras dificuldades podem aparecer ao longo do tempo, como pobre controle de cabeça, pouco desenvolvimento de funções manuais, dificuldade na coordenação da sucção, da deglutição e da respiração. O prematuro deve ser atendido precocemente por uma equipe multidisciplinar.

A equipe de atendimento é geralmente coordenada pelo pediatra, que direciona para as especialidades na medida da necessidade. Ele busca integrar o atendimento, visando um trabalho interativo entre todos os profissionais que lidam com o paciente (médicos, dentistas, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, pedagogos, psicopedagogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, nutricionistas e outros). É importante que haja troca entre os profissionais, de forma a desenvolver ação de qualidade, que redunde em maiores ganhos no desenvolvimento global da criança.

A interação entre os profissionais visa auxiliar pais e familiares a compreender um pouco mais sobre cada profissão e sua amplitude de atendimento para seu filho em específico.

O fisioterapeuta, por exemplo, acompanha o desenvolvimento motor global e orienta os familiares nas rotinas diárias, mantendo-se alerta a qualquer desvio que traga maiores limitações à independência funcional.

Fisioterapia

Atendimento de fisioterapia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
O terapeuta ocupacional, por sua vez, orienta os familiares no desenvolvimento das funções específicas da coordenação fisio-motora e habilidade motora fina (membro superior) para suas tarefas manuais integradas ao cognitivo partindo das tarefas de vida diária.

TerapiaOcupacional

Atendimento de terapia ocupacional

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O fonoaudiólogo segue os passos iniciais de alimentação–sucção, estimulando a coordenação entre o ato de extrair o leite, respiração e deglutição, tanto para uma melhora na condição motora como para a nutrição. A motricidade oral pode estar alterada e deve ser trabalhada. Além deste foco, visa o acompanhamento do desenvolvimento da função auditiva e da linguagem atuando no processo cognitivo.

Fonoaudiologia

Atendimento de fonoaudiologia: trabalhando a motricidade oral

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O nutricionista acompanha a equipe, adequando a dieta ao estágio de desenvolvimento da criança, com o propósito de manutenção ou recuperação nutricional e formação de hábitos alimentares saudáveis. Ele pode, também, esclarecer quais alimentos são mais cariogênicos.

Piramide

Pirâmide alimentar odontológica Fonte: Orientando o Paciente / Portal APCD. 2003; 57(1) – Jan/Fev

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O odontopediatra orienta sobre os cuidados de higiene oral precoce, pois o esmalte do dente da criança prematura apresenta mais irregularidades, o que facilita o acúmulo de alimentos sobre o dente, favorecendo o aparecimento da cárie dentária. Acompanha o nascimento dos dentes e o formato dos arcos dentários, que podem apresentar alterações.

Dentes1

Defeitos de esmalte em dentes de prematuro.

 

 

 

 

 

 

 

Dentes2

Atendimento odontológico preventivo

 

 

 

 

 

 

 

 

Dentes3

Arco dentário atrésico com mordida aberta

 

 

 

 

 

 

 

 

___
Relatoras:
Dra. Liliana A M V Takaoka
Dra. Lucia Coutinho
Dra. Regina Donnamaria Morais
Grupo de trabalho “Saúde Oral” da SPSP

Publicado em 30/05/2014.

Este blog não tem o objetivo de substituir a consulta pediátrica. Somente o médico tem condições de avaliar caso a caso e somente o médico pode orientar o tratamento e a prescrição de medicamentos.

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.

Author: SPSP

Share This Post On