O que é febre?

dreamstime_xl_9211841smallQuando a febre acontece, os pais ficam ansiosos, angustiados e inseguros. Mas será que precisa ter tanto medo assim da febre? A seguir, vamos esclarecer alguns mitos e verdades.

O que é febre?
A febre é quando a temperatura do nosso corpo está maior do que 37,8 ºC.

Por que acontece a febre?
A febre acontece por várias causas: infecção, excesso de agasalho, desidratação. Com certeza, a infecção é a principal causa da febre. Quando os micróbios (vírus e bactérias) entram no nosso corpo, eles causam muitas reações no nosso sistema que combate as infecções, produzindo substâncias que vão atingir o cérebro, numa região chamada hipotálamo. O hipotálamo é o centro que regula a nossa temperatura interna, que normalmente varia de 36,5 ºC a 37,2 ºC. Quando essas substâncias chegam ao hipotálamo, elas alteram a regulação da nossa temperatura para 37,8 ºC ou mais, produzindo, assim, a febre.

É normal a criança ficar caidinha durante a febre?
SIM! A febre, geralmente abate a criança e é normal ter sintomas junto com ela como: fraqueza, mal estar, dor de cabeça, falta de apetite, dor muscular, vômitos e choro. O coração fica acelerado e a respiração mais rápida.

Meu filho com febre pode convulsionar?
O fantasma da convulsão é muito forte quando a criança está com febre. Apesar de ser assustadora, se ela acontecer, não tenha medo! Não são todas as crianças com febre que vão ter convulsão, somente aquelas que têm tendência. Ela é benigna, não leva à morte e não prejudica a inteligência do seu filho.

A febre é inimiga?
NÃO! A febre tem a função de eliminar os vírus e bactérias que estão causando a infecção. Além disso, ela estimula o nosso sistema imunológico para deixar o nosso organismo mais protegido contra as infecções.

Como medir a febre?
Use sempre o termômetro. O mais comum é fazer a medida na axila com o termômetro digital (se a axila estiver suada, enxugue o suor antes de medir a temperatura). Coloque o termômetro em contato com a pele da axila, segure bem fechado o braço da criança e em até 60 segundos o aparelho informará a temperatura. Os termômetros de mercúrio não são recomendados devido aos riscos de toxicidade em caso de quebra.

Como “tratar” a febre?
A febre deve ser tratada com medicamentos como dipirona, paracetamol ou ibuprofeno, que vão agir no cérebro, abaixando a febre. O banho e as compressas NÃO abaixam a febre. Eles são métodos físicos que só trocam o calor do corpo com o ambiente. Eles podem ser feitos depois que você deu o remédio, mas sozinhos, eles não funcionam. Cuidado! O banho pode causar mal estar para a criança que está com febre. Não insista em fazê-lo se isso acontecer. SEMPRE ofereça bastante líquidos para a criança com febre.

Preciso “tratar” sempre a febre?
NÃO! A febre deve ser medicada quando a criança estiver com mal estar. Se ela estiver bem, brincando, não precisa medicar. Lembre! A febre ajuda o nosso corpo a eliminar os vírus e bactérias.

Quando levar a criança com febre ao pronto-socorro?
A febre deve ser vista por um médico nestes casos:

  • febre de 37,8 ºC ou mais em recém-nascidos ou crianças até três meses de vida;
  • febre de 39 ºC em crianças de 3 meses a 3 anos de idade, sem tosse, coriza, alteração da urina ou das fezes. É o que chamamos de febre sem sinais localizatórios;
  • criança que mesmo quando abaixa a febre fica quietinha, não brinca, fica muito chorosa, tem respiração rápida ou fica gemente;
  • criança com muita dor de cabeça e vômitos;
  • criança com manchas roxinhas no corpo;
  • criança com tremores em todo o corpo junto com pele arrepiada, boca e dedos das mãos e dos pés arroxeados;
  • criança que tem doença crônica como diabetes, fibrose cística, anemia falciforme, entre outros;
  • febre com mais de 3 dias de duração.

Quando o seu filho tiver febre, mantenha a calma. A febre não é doença, é a resposta do organismo para se defender, principalmente das infecções. Não tenha medo dela!

___
Relator:
Departamento Científico de Emergências da SPSP.

Publicado em 12/02/2014.
photo credit: Ilya Postnikov | Dreamstime.com

Este blog não tem o objetivo de substituir a consulta pediátrica. Somente o médico tem condições de avaliar caso a caso e somente o médico pode orientar o tratamento e a prescrição de medicamentos.

Licença Creative Commons Esta obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.

Author: SPSP

Share This Post On