Momento Saúde: privação do sono – qual especialidade procurar

A coluna Momento Saúde foi criada para que você possa ter informações rápidas sobre um determinado tema de relevância para a saúde das crianças e adolescentes, com textos curtos e de linguagem simples. Com uma postagem por semana, esta coluna será seu momento de dicas, alertas e cuidados.

O assunto agora é:
privação do sono

Qual especialidade procurar?

Se os sintomas descritos no primeiro artigo sobre privação do sono estiverem presentes devemos analisar a rotina e suas possíveis causas.

Como é o sono da criança/adolescente?
1. Qual o horário em que a criança/adolescente dorme e acorda?
2. Como é o sono? Tranquilo, agitado, fala, ou anda ou chora ou faz movimentos repetitivos no início do sono ou quando dorme? Range os dentes? Está continente ou o xixi escapa durante o sono? Ronca? Para de respirar durante o sono?
3. Tem algum problema crônico de saúde?

O pediatra/hebiatra é, em geral, o primeiro especialista que irá avaliar o problema de sono da criança ou do adolescente e decidir sobre a necessidade de uma consulta com o especialista. O exame clínico geral, exames de sangue e de urina poderão dar pistas de algum problema orgânico.

Uma avaliação com otorrinolaringologista se fará necessária para uma queixa de engasgos, ronco/apneia durante o sono, alergias de vias aéreas superiores.

Uma avaliação com especialista em Medicina do Sono irá analisar as queixas não respiratórias e possíveis transtornos que possam ocasionar um sono interrompido e pouco eficiente, como as parassonias de despertar, os movimentos periódicos de membros, a epilepsia hipermotora do sono, o bruxismo do sono e os transtornos do ritmo circadiano que possam causar insônia. Esse especialista poderá solicitar o exame de polissonografia para um diagnóstico mais preciso do problema do sono e, também, para afastar causas orgânicas associadas às queixas do paciente ou de seus familiares.

Uma vez traçadas as possibilidades diagnósticas e com o resultado do exame de polissonografia, poderá ser necessário um acompanhamento específico com o otorrinolaringologista, neurologista, odontólogo/ortodontista e psiquiatra, entre outros.

StockSnap | Pixabay

___
Relatora:
Dra. Márcia Pradella-Hallinan
Departamento Científico de Medicina do Sono da SPSP.

Publicado em 14/11/2018.

Este blog não tem o objetivo de substituir a consulta pediátrica. Somente o médico tem condições de avaliar caso a caso e somente o médico pode orientar o tratamento e a prescrição de medicamentos.

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.

Author: SPSP

Share This Post On