Momento Saúde: mastigação

A coluna Momento Saúde foi criada para que você possa ter informações rápidas sobre um determinado tema de relevância para a saúde das crianças e adolescentes, com textos curtos e de linguagem simples. Com uma postagem por semana, esta coluna será seu momento de dicas, alertas e cuidados.

O momento agora é voltado para:
Saúde Oral

 

Mastigação

A mastigação é uma atividade que deve ser aprendida desde cedo. Portanto, é de responsabilidade dos pais e cuidadores ensinar e estimular o consumo de alimentos nutritivos e com consistência adequada para praticá-la. A função da mastigação é basicamente permitir que a criança tenha condições de complementar a sua alimentação além do leite, que será importante para o desenvolvimento físico, mental e dos maxilares. Consiste em preparar os alimentos para serem engolidos e digeridos, para depois serem absorvidos pelo organismo. O treino da mastigação deve ser estimulado oferecendo-se à criança alimentos com diferentes consistências (dura, seca e fibrosa).

Alguns fatores podem produzir um atraso no desenvolvimento desta função, como por exemplo, o uso excessivo de alimentos liquidificados ou pastosos, uso da mamadeira ao invés da colher, pouca exposição a alimentos sólidos manipulados pela própria criança e preferência por alimentos industrializados. Isso sem falar nos hábitos, como o uso de chupeta e a sucção do dedo. Como consequência, observa-se alteração na tonicidade muscular e na posição dos dentes dentro da boca que, por sua vez, corroboram para que a mastigação não seja efetiva.

Por isso, é muito importante que na infância os dentes e gengivas estejam saudáveis e o alimento tenha consistência adequada (dura, seca e fibrosa) para ser mastigado e triturado, proporcionando o estímulo necessário para o crescimento dos ossos maxilares, que deve ocorrer para receber a futura dentição permanente.

 

___
Relator:
Grupo de Trabalho de Saúde Oral da SPSP.

Publicado em 3/05/2017.
Photo credit: Avitalchn | Pixabay.com

Este blog não tem o objetivo de substituir a consulta pediátrica. Somente o médico tem condições de avaliar caso a caso e somente o médico pode orientar o tratamento e a prescrição de medicamentos.

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.

Author: SPSP

Share This Post On