Momento Saúde: higiene oral na primeira infância

A coluna Momento Saúde foi criada para que você possa ter informações rápidas sobre um determinado tema de relevância para a saúde das crianças e adolescentes, com textos curtos e de linguagem simples. Com uma postagem por semana, esta coluna será seu momento de dicas, alertas e cuidados.

Começamos o ano com:
Higiene oral na primeira infância

Para que seu filho tenha uma boca saudável, são necessários cuidados orais profissionais e caseiros. Os cuidados caseiros incluem bons hábitos alimentares e de higiene oral.

A cárie dentária é uma doença causada basicamente por uma dieta de exposição frequente a açúcares. As bactérias acumuladas sobre a superfície dos dentes utilizam esse açúcar para produzir ácidos que levam à perda mineral do esmalte do dente. Portanto, para evitar a cárie dentaria duas ações são fundamentais: higiene bucal adequada e controle do consumo de alimentos contendo açúcares. Durante este Momeno Saúde serão descritos esses cuidados. Boa leitura.

1. Higiene oral

Com a chegada dos pequenos, inúmeros questionamentos rodeiam as mentes dos pais e mães, entre eles, quando e como se deve higienizar a cavidade bucal. Para facilitar a compreensão, é necessário estabelecer uma ordem cronológica. Assim como a introdução alimentar, a higiene bucal vai se modificando de acordo com o crescimento da criança.

Antes do aparecimento dos primeiros dentes, não há necessidade de realizar a higiene bucal. A higiene se inicia com a erupção do primeiro dente. A superfície dentaria é o ambiente ideal para a proliferação de bactérias que causam a doença cárie, portanto a higiene é essencial para evitar a sua instalação. Deve-se utilizar escova de cerdas macias e cabeça pequena com pasta de dente contendo acima de 1000 ppm de flúor, duas vezes por dia. A quantidade de creme dental vai depender da idade da criança. O fio dental também faz parte da higiene bucal nesse momento. Esses dois itens serão descritos separadamente.

A responsabilidade da higiene bucal é dos pais, uma vez que a criança não apresenta, na primeira infância, coordenação motora para realizá-la de maneira eficiente. Contudo, para criar o hábito, pode-se permitir que a criança use a escova, sempre na supervisão de um adulto. Estabelecer uma rotina de cuidados com a saúde oral desde tenra idade facilita a manutenção desses cuidados até a vida adulta.

collusor | Pixabay

___
Relator:
Grupo de Trabalho de Saúde Oral da SPSP.

Publicado em 6/01/2019.

Este blog não tem o objetivo de substituir a consulta pediátrica. Somente o médico tem condições de avaliar caso a caso e somente o médico pode orientar o tratamento e a prescrição de medicamentos.

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.

Author: SPSP

Share This Post On