Dia 27 tem mutirão contra dengue na Praça da Sé

Aedes_aegypti_CDC-GathanyNo próximo dia 27 de novembro, sexta-feira, um mutirão será realizado na Praça da Sé com o objetivo de mobilizar um grande número de pessoas no combate à dengue, com a distribuição de panfletos educativos.

A iniciativa partiu após encontro do Comitê Civil contra a Dengue, coordenado pelo vereador Gilberto Natalini (PV), realizado segunda-feira (16), que reuniu diversos vereadores, a Arquidiocese de São Paulo, o Exército, as secretarias Estadual e Municipal da Saúde, OAB, sindicatos e várias outras entidades das sociedades civil e governamental.

Desde 2003, o vereador Natalini trava uma guerra incessante contra o mosquito e já foram distribuídos mais de sete milhões de folhetos com orientações para acabar com os focos do mosquito. Só neste ano, o número de folhetos chega à casa de um milhão. “O cenário é preocupante, pois é possível que entremos em 2016 com um grande número de casos, o que é algo altamente ameaçador e significativo”, alerta o vereador.

O mosquito da dengue – aedes aegypti – tem vida média de trinta dias e uma só fêmea pode picar um grande número de pessoas. Em 2014, foram registrados 29 mil casos na cidade de São Paulo e 14 óbitos. Neste ano de 2015, a incidência da doença vem preocupando ainda mais os especialistas, uma vez que o número de casos detectados triplicou.

A necessidade de vigilância no ambiente doméstico – com a limpeza dos recipientes que contenham água ao menos uma vez por semana – é recomendada, já que 85% da reprodução do mosquito ocorre nas residências e cada pessoa pode contrair dengue até quatro vezes.

Dengue é doença sazonal: começa em fevereiro e atinge o pico em abril/maio. O que ocorre é que, agora, há menos problemas com água parada em pneus, vasos de plantas e outros locais, e mais com os chamados imóveis especiais (shopping centers e escolas), onde circula grande número de pessoas.

Casas abandonadas e/ou fechadas, cemitérios e terrenos baldios são focos do mosquito e, por isso, devem ser fiscalizados e limpos. Um só caso de dengue custa ao Estado em torno de R$ 10 mil.

A mobilização na próxima sexta-feira (27), na Praça da Sé, será das 15h às 18h.

“Antes de ocorrer uma epidemia vamos nos mobilizar, conscientizar as pessoas”, ressaltou o vereador e médico Gilberto Natalini.

Mais informações pelo e-mail: comitecivilcontradengue@gmail.com.
Disque-dengue: 156 ou (11) 3396-4405.

___
Texto produzido pela Assessoria de Imprensa da SPSP.
photo credit: pt.wikipedia.org/wiki/Aedes_aegypti

Author: SPSP

Share This Post On