Cuidados com a saúde oral do bebê prematuro

O bebê prematuro apresenta maior risco de desenvolver alterações na boca e nos dentes, por isso deve contar com atenção multidisciplinar no monitoramento do seu desenvolvimento oral ao longo de toda a sua infância.

O prematuro pode apresentar dificuldade ou incapacidade de sucção, deglutição e/ou respiração, sendo necessário o uso de sonda orogástrica ou nasogástrica para alimentar-se e intubação para manter a respiração. A permanência prolongada desses dispositivos pode alterar a postura e mobilidade da língua, dos lábios, além de alterar o formato do céu da boca.

Mojpe | Pixabay

À medida que a sobrevida de prematuros aumenta, a importância de seu acompanhamento também cresce. As alterações orais encontradas com maior frequência em crianças nascidas prematuras são os defeitos de desenvolvimento do esmalte dentário (hipocalcificações e hipoplasias), tanto nos dentes de leite como nos permanentes. Os defeitos de esmalte estão associados ao aumento da prevalência de cárie, pois há maior acumulo de biofilme (placa). Outras alterações orais também podem ser observadas na sequência de erupção dentária, no tamanho e no formato da coroa do dente.

A atenção primária, que inclui o acompanhamento odontológico individualizado, contribui para a promoção da saúde oral com a prevenção da cárie dentária, doença gengival, alteração na posição dos dentes e na mordida/oclusão da criança.

Orientações importantes para promover saúde oral:

1. O leite materno é sempre o melhor para o bebê.
2. Evitar o uso de chupetas após a alta hospitalar.
3. Estimular a introdução de alimentos complementares obedecendo as orientações do médico pediatra, seguindo a evolução de consistência dos alimentos: pastoso, semi-sólido e sólido para estimular as funções orais e o aprendizado da mastigação.
4. Oferecer alimentos saudáveis, evitando o uso do açúcar, principalmente, até os dois anos de idade.
5. Estabelecer uma rotina de horários para refeições e lanches.
6. Consultar um odontopediatra ao surgir o primeiro dente de leite ou até completar um ano de vida.
7. Após o surgimento do primeiro dente de leite, iniciar a higiene oral, utilizando uma escova infantil e pasta de dentes com flúor. Em bebês, utilizar a quantidade de creme dental equivalente a um grão de arroz.
8. Caso ocorra um traumatismo dentário procure imediatamente um odontopediatra, pois os primeiros socorros são importantes para uma boa recuperação.

Lembre-se de que os cuidados com a saúde oral refletem na saúde geral do bebê.

___
Relator:
Grupo de Trabalho de Saúde Oral da SPSP.

Publicado em 11/12/2018.

Este blog não tem o objetivo de substituir a consulta pediátrica. Somente o médico tem condições de avaliar caso a caso e somente o médico pode orientar o tratamento e a prescrição de medicamentos.

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.