Amamentação é a base da vida – Dra. Zezé Mattar

Na infância fui amamentada e observei a amamentação dos meus 3 irmãos mais novos.

Durante a minha formação acadêmica, tive a motivação no ambulatório de Puericultura e na Residência Médica nos estágios de Pediatria Ambulatorial. Quando iniciei a minha carreira profissional, na maternidade apoiava as mães do alojamento conjunto e da unidade neonatal.

Com a implantação do Banco de Leite Humano em 1988, o apoio para as mães de prematuros foi tanto para a manutenção da lactação destas nutrizes, como para mamadas efetivas tendo como meta o aleitamento materno exclusivo na alta hospitalar, contribuindo para a segurança alimentar e nutricional.

Acompanhei os recém-nascidos de alta no ambulatório de retorno e de seguimento sempre enfocando o aleitamento materno. Tive a oportunidade de ser capacitada em todos os cursos da OMS/UNICEF/Ministério da Saúde (Manejo Clínico da Lactação, Avaliadora da Iniciativa Hospital Amigo da Criança, Aconselhamento, Método Canguru, NBCAL, MTA, Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil), o que me manteve atualizada para promover, proteger e apoiar o aleitamento materno durante a minha vida profissional pública, há quatro décadas, e privada durante 10 anos em consultório.

Tornei-me mãe em 1989, tive intercorrências mamárias precoces e tardias, mas consegui amamentar exclusivamente por seis meses e 15 dias e dei continuidade até os dois anos. Dentro do meu ciclo de amizades e núcleo familiar apoiei as nutrizes na amamentação de oito sobrinhos e muitos filhos de amigas.

Há 36 anos atuo em atividades de ensino e transmito as políticas públicas de promoção, proteção e apoio à amamentação e evidências científicas do aleitamento materno para que os acadêmicos, internos e residentes tenham uma formação adequada na área.

Sou membro do Departamento Científico de Aleitamento Materno da SPSP há 23 anos e, junto com toda a equipe, temos a meta de manter os pediatras atualizados para esta prática diária profissional.

O aleitamento materno faz parte da base da minha vida pessoal e profissional há quase quatro décadas. Sinto-me gratificada por desempenhar a minha atividade como pediatra e neonatologista, oportunizando aos recém-nascidos e lactentes o melhor alimento para seu desenvolvimento.

Dra. Maria José Guardia Mattar
Esposa do Gladstone, mãe do Guilherme (29 anos).
Pediatra do Departamento Científico de Aleitamento Materno da SPSP.

agosto dourado

___
Publicado em 29/08/2018.

Este blog não tem o objetivo de substituir a consulta pediátrica. Somente o médico tem condições de avaliar caso a caso e somente o médico pode orientar o tratamento e a prescrição de medicamentos.

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.

Author: SPSP

Share This Post On