Amamentação é a base da vida – Dra. Keiko Teruya

Reflexão
Após seis anos de formada, notei que algumas das crianças que recebiam alta de nossa enfermaria voltavam meses depois, desta vez para morrer. O que poderia ser feito para melhorar essa situação?

Curiosidade
Para melhor entender a situação, na ocasião, fiz um levantamento de 2.000 crianças internadas abaixo de dois anos e vi que apenas 27 destas estavam sendo amamentadas.

Sincronicidade
Em 1970, a Prefeitura Municipal de Santos fez um convênio com a extinta Legião Brasileira de Assistência para recuperação de desnutridos até cinco anos. Na época, um grupo de professores de Pediatria da Faculdade de Ciências Médicas de Santos pesquisou 600 crianças desnutridas graves abaixo de cinco anos, dessas 197 menores que um ano e apenas nove eram amamentadas. Concluímos que o desmame precoce era principal causa da desnutrição.

A partir dessas evidências, nos convencemos da importância de incentivar o aleitamento materno no pré-natal, no alojamento conjunto e, também, no seguimento das crianças até um ano, pelo menos após a alta hospitalar. “Não adianta recuperar as crianças desnutridas, porque elas já tinham problemas. Precisamos combater a causa incentivando a amamentação”, disse Dr. Paulo Sergio Andrade e Silva, que trabalhava na Unidade Básica conosco.

Espírito de equipe
Nada teria acontecido se cada um de nós não tivesse dado o melhor de si. A promoção, proteção e apoio à amamentação em Santos contou, e ainda conta, com um número sem fim de pessoas anônimas que foram o alicerce de tudo o que ocorreu.

Nossa história contou com Reflexão, Curiosidade, Sincronicidade e Espírito de Equipe.

Dra. Keiko Miyasaki Teruya
Esposa de Joji Teruya (há 50 anos), mãe de Joji Jr (49), Hideko (45), Hiromi (41) e Kenji (38) e avó de 5 netos: Felipe (12), Kazuo (11), Nina (8), Giulia (8) e Hideki (3).

agosto dourado

___
Publicado em 14 de agosto de 2018.

Este blog não tem o objetivo de substituir a consulta pediátrica. Somente o médico tem condições de avaliar caso a caso e somente o médico pode orientar o tratamento e a prescrição de medicamentos.

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.

Author: SPSP

Share This Post On