Agosto Dourado: amamentação é a base da vida

“Ah, doutor. O senhor fala isso porque é médico.”
“Tá bom, doutora. A senhora não sabe o que eu estou passando.”
“Vocês, pediatras, são sempre assim. Acha que é fácil cuidar de filhos, da casa e ainda trabalhar?”

Quantas vezes nós, pediatras, somos abordados dessa forma? E dá pra entender que não seja por maldade, não. Muitas vezes, pelo fato de nossa função (ou “missão”) ser o cuidado das crianças, o que dizemos pode “parecer” frio, sem sentimentos. Mas, com certeza, o que cada um de nós, profissionais de saúde ligados à infância busca é trazer a melhor e mais atualizada informação para permitir que cada família conheça as condições possíveis de promoção à saúde e prevenção de doenças.

Nós também enfrentamos desafios, vivemos nossas histórias, temos nossas preocupações, conquistamos nossas vitórias, não só como profissionais dessa área, mas também como pais, mães, avós e filhos.

Acontece que, no “corre-corre” do nosso dia a dia, essas histórias podem se perder e, muitas vezes, mesmo no auge das nossas angústias, o trabalho chama e temos que superar nossas questões e assistir a quem nos procura da melhor forma possível.

Aproveitando esses momentos tão especiais da 27ª Semana Mundial de Amamentação (1 a 7 de agosto) e o Agosto Dourado (mês dedicado à conscientização e sensibilização sobre o aleitamento materno), resolvemos compartilhar uma parte de nossas vidas que nem todos vocês, pais e cuidadores, conhecem.

Assim, cada um de nós, pediatras do Departamento Científico de Aleitamento Materno da Sociedade de Pediatria de São Paulo, vai contar a sua experiência, durante esse mês, aqui no Blog Pediatra Orienta, e tentar explicar porque a Amamentação é a base da vida e como os desafios nos fortaleceram e nos estimularam em nosso caminho em prol da amamentação e da saúde das mães e dos bebês.

Dr. Moises Chencinski
Presidente do Departamento Científico de Aleitamento Materno da SPSP.

agosto dourado

___
Publicado em: 1/08/2018

Este blog não tem o objetivo de substituir a consulta pediátrica. Somente o médico tem condições de avaliar caso a caso e somente o médico pode orientar o tratamento e a prescrição de medicamentos.

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.

Author: SPSP

Share This Post On