A reposição de líquidos em quem pratica atividade física

medium_8387428579Não há dúvidas sobre a importância da atividade física para crianças e adolescentes. No entanto, é preciso dar atenção à perda de líquidos que ocorre durante a prática de exercícios físicos. Trabalho publicado na Revista Paulista de Pediatria, da Sociedade de Pediatria de São Paulo, edição de setembro, considera que a melhor recomendação é criar um plano impositivo de hidratação, ou seja, fazer o máximo possível para que a criança ou adolescente ingira líquidos. Devem ser preferidas as bebidas com sabor, que contenha carboidratos (açúcares) e sódio.

Rev Paul Pediatr 2010;28(3):337-45.

Comentários:
Dr. Emílio Carlos Elias Baracat
Membro do Departamento Científico de Emergências da SPSP (2010-2013).

O grande contingente de crianças em idade escolar pratica atividades físicas em aulas regulares inseridas na grade curricular das escolas. Essas atividades usualmente não são intensas, tem período definido e curto de tempo, e leva em conta as diferenças de condicionamento físico entre os alunos e alunas da turma. Deste modo, o gasto energético e o risco de hipertermia/desidratação são baixos, impondo apenas que a hidratação antes, durante e após os exercícios seja estimulada com ingestão de água. Em condições de privação de água, sem perda significativa de eletrólitos, a melhor solução reidratante é a água, atestada por trabalhos que demonstraram um melhor esvaziamento gástrico com esta solução.

No grupo de crianças que pratica atividade física esportiva competitiva, o gasto energético é bem mais significativo e as perdas de água e eletrólitos podem ser críticas, dependendo do ambiente (fechado ou ao ar livre), condições climáticas de temperatura e umidade do ar. Nessas situações, é fundamental a oferta de soluções que contenham quantidades pequenas de sódio e carboidratos na forma de monossacarídeos (preferencialmente frutose ou glicose) que permitam um esvaziamento gástrico mais rápido da solução e promova uma hidratação mais rápida. Volumes pequenos oferecidos com frequência também promovem uma melhor hidratação. O acréscimo de sabor às soluções deve ser cuidadosa, em que pese a aceitação maior por parte da criança, pelo risco de interferir com a osmolaridade da solução e retardar a hidratação.

Assim, a melhor solução para reposição hídrica depende do tipo de atividade física, competitiva ou recreativa, sua duração, ambiente onde é realizada, condições climáticas, composição corporal e condicionamento físico da criança.

___
Publicado no site da SPSP em 06/09/2011.
photo credit: pennstatenews via photopin cc

Este blog não tem o objetivo de substituir a consulta pediátrica. Somente o médico tem condições de avaliar caso a caso e somente o médico pode orientar o tratamento e a prescrição de medicamentos.

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.

Author: SPSP

Share This Post On